Mulher fingiu ter cancro e rapou a cabeça para angariar dinheiro para o seu casamento de sonho

Uma mulher oriunda de Widnes, em Cheshire, Inglaterra, provocou a revolta nas redes sociais depois de ter mentido em relação a ter um cancro terminal.

Numa publicação realizada nas redes sociais, Toni Stranden, de 29 anos de idade, afirma ter um cancro que começou a espalhar-se pelo seu corpo. Ela chegou até a dizer que tinha “apenas dois meses de vida”.

Para fazer a aldrabice parecer mais convincente, ela chegou até a rapar a cabeça para que as pessoas pensavam que ela estava efetivamente a fazer tratamentos de quimioterapia.

Noiva de Jim, Toni deixou as pessoas emocionadas quando expressou a sua vontade de ver o seu pai Derek, que tinha mesmo um cancro, a vê-la casar antes de falecer.

Eventualmente, uma página GoFundMe foi criada por amigos e foi possível angariar mais de 8 mil euros para o casamento.

Mais tarde, Stranden admitiu que nunca esteve doente e pediu desculpa aos seus amigos, tendo escrito a seguinte mensagem:

“Peço desculpa por tudo isto, estou muito embaraçada e destroçada. Há muita coisa que quero dizer mas nem sei bem por onde começar.

De momento, não sei se eu e o Jim nos vamos divorciar. Eu não o julgo se ele o quiser fazer”.

Como resultado da fraude, Toni foi mesmo presa durante cinco meses, de acordo com o que reportou a BBC.

Surreal.

Não consegues dormir? Experimenta este chá de banana natural

Gato vai à praia pela primeira vez e detesta