Conheçam o futebolista mais rico do mundo, que provavelmente não é quem vocês estão a pensar…

Se tivesses que adivinhar qual seria o futebolista mais rico do mundo, provavelmente dirias Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi. Mas e se te dissermos que é um jovem de 19 anos que joga nas reservas do Leicester City?

Pois é, o futebolista mais rico deste planeta é Faiq Bolkiah, que tem uma fortuna avaliada em cerca de 18 biliões de euros!

Os futebolistas são conhecidos por fazer rios de dinheiro mas a verdade é que não foi somente o futebol a tornar Faiq um bilionário. Para alem de jogar futebol, ele é também sobrinho de Hassanal Bolkiah, o Sultão de Brunei.

The babies 🐯😍

A post shared by Faiq Jefri (@fjefrib) on

Nascido em Los Angeles, o extremo talentoso tem jogado em Inglaterra há algum tempo, tendo começado no AFC Newbury quando era mais novo.

Em 2009, o Southampton adicionou Faiq à sua academia, e em 2013, apesar de não ter contrato, o Arsenal ofereceu-lhe um período à experiência no clube. Ele competiu pelo Arsenal na 2013 Lion City Cup, tendo mesmo marcado um golo na competição.

Depois disso, o Chelsea ofereceu-lhe um contrato de 2 anos mas após um ano, Faiq saiu para se aliar ao Leicester por três épocas. Apesar de tudo, ele encontra-se nas reservas e à espreita de um lugar na equipa principal.

Happy birthday dad. Lots of love ❤️

A post shared by Faiq Jefri (@fjefrib) on

Mas como referimos, a fortuna de Faiq não vem da sua carreira enquanto futebolista mas sim da sua família, podre de rica.

Para terem uma noção: o pai de Faiq, Jefri, celebrou há uns bons anos o seu 50º. aniversário ao chamar Michael Jackson para dar um concerto privado para a família. Quanto custou esse concerto? Uns míseros 15 milhões de euros.

Happy Father's Day, Love you ❤.

A post shared by Faiq Jefri (@fjefrib) on

Assim, Faiq podia afastar-se do futebol e não trabalhar mais nenhum dia da sua vida, se assim o que quisesse. Ainda assim, ele explicou, em entrevista à FourFourTwo, que o desporto é mesmo a sua paixão:

“Jogo futebol desde que me lembro e sempre gostei de ir para o campo e de ter a bola nos pés. Os meus pais sempre me incentivaram a perseguir os meus sonhos e ajudaram-me a alcançar os meus objectivos. Posso dizer que são os meus exemplos a seguir”.

Já tinhas ouvido falar dele?