O Sumo de Limão

Num bar esconso, num porto, um letreiro dizia: «Oferecem-se 500 euros a quem conseguir tirar sumo ao limão.»

Um tipo magricela entrou e perguntou que aposta era aquela. Um dos clientes do antro explicou que o dono da taberna, um latagão de 2 metros de altura, espremia completamente um limão e apostava com quem quisesse que não era possível tirar daquele limão nem mais uma gota de sumo.

— E eu também posso experimentar? — perguntou o lingrinhas.

Depois de ter rido a bom rir, o outro explicou-lhe:
— Já houve muitos que tentaram: estivadores, tipos das obras… Mas olhe que nem um ganhou a aposta!

Mesmo assim o pequenote quis tentar a sorte. Pegou no limão espremido pelo outro e, enquanto os outros riam a bom rir e iam pedindo copos de vinho, o homenzinho lá ia espremendo, espremendo, com persistência, sem nunca abrandar, até que, para surpresa de todos, lá apareceu mais uma gotinha de sumo.

Todos ficaram estupefactos, mas não havia dúvida: o homem tinha conseguido tirar sumo de um limão completamente seco.

— Diga-me uma coisa — perguntou o taberneiro cheio de admiração—, qual é a sua profissão? O senhor é estivador?

— Não — respondeu o outro com um sorriso finório —, sou funcionário do Ministério das Finanças…

You may also like...