O padre e a freira

Um padre e uma freira tinham partido em peregrinação a pé, e ao cair da noite num descampado viram uma cabana abandonada e decidiram ali pernoitar.

Quando entraram na cabana viram que só havia uma velha cama de casal, tinha bastante pó mas era melhor que dormir no chão com a bicharada a rastejar por ali, ao fim de algum silêncio o padre diz:
– Irmã, pode dormir você na cama que eu durmo no chão, não há problema.

A meio da noite a freira vira-se e diz:
– Sr. padre, está acordado?

– Até agora não estava, mas agora estou, diga irmã, precisa de alguma coisa?

– Tenho frio, podia dar-me algo para me cobrir?

O padre levantou-se e foi vasculhar um armário que ali havia, e encontrou lá umas mantas. Trouxe uma e cobriu a freira com muito carinho. Passado uma hora…

– Sr. padre, ainda está acordado?

– Sim, o que foi agora???

– É que continuo com frio…podia dar-me outra manta?

O padre lá se levanta de novo, vai buscar mais uma manta e torna a cobrir a irmã com muito carinho, e volta a deitar-se no chão assim meio deitado meio sentado, encolhido com o frio também.

Mais uma hora se passou, e a irmã torna a chamar pelo padre, este como não era burro percebeu as intenções da irmã e logo disse:
– Irmã, ninguém sabe que estamos aqui, e isto é longe de tudo, certo?

– Certo, diz ela.

– Tudo o que possa acontecer aqui fica entre nós, certo?

– Certo, diz ela.

– Então eu sugiro que finjamos ser marido e mulher, diz o padre.

– SIM! SIM! SIM!, diz a freira toda entusiasmada.

Nisto o padre muda o tom de voz e, à homem, dá um berro:
– Ouve lá, vê se mexes esse c u e vai buscar tu a porcaria da manta!

Pensavas que ia ter um final amoroso? Só por causa desses pensamentos pecadores agora tens de rezar 100 pai-nosso e 50 avé marias.

You may also like...