10 hábitos alimentares que toda a gente devia adoptar depois dos 40 anos de idade

A idade não perdoa. É um facto. Apesar de os 40 anos serem algo de maravilhoso, a verdade é que também surgem algumas mudanças na saúde e no corpo para as quais nem todos estamos prontos.

Assim, trazemos-te de seguida algumas dicas sobre dieta que podem ajudar-te a aliviar e até mesmo a prevenir algumas das mudanças na saúde que podem surgir quando atingimos essa idade…

1. Impulsiona o teu metabolismo

O metabolismo é um processo de reação química no nosso corpo. Existem várias razões pelas quais algumas pessoas têm um metabolismo mais lento e, infelizmente, a idade está entre as principais culpadas. Mas não te preocupes, existem algumas maneiras de acelerar o teu metabolismo e alimentares-te é a chave.

Certifica-te de comer frequentemente e de nunca saltar refeições. Para melhores resultados, adiciona mais proteína à tua dieta. Isto irá ajudar-te manter a massa muscular e a não comeres demais.

2. Integral > Refinado

Existem dois tipos principais de cereais: integrais e refinados. Adivinha qual é o melhor para ti?Integrais, claro.

“Integral” significa que o grão está presente na sua forma original ou foi processado sem a remoção de qualquer parte da semente. O grão integral é uma grande fonte de vitamina B, potássio, magnésio e fibras, o que ajuda a ter uma boa digestão e reduz o risco de problemas cardíacos, obesidade e diabetes.

3. Come muitas castanhas

Curiosidade: na verdade, castanhas são consideradas frutas. E são ricas em gordura, pobres em hidratos de carbono e com uma grande quantidade de nutrientes. As nozes estão carregadas de antioxidantes que protegem as células, podem reduzir os níveis de colesterol mau e ajudar no combate ao diabetes tipo II. Também são consideradas muito boas para o coração. Mas cuidado, pois só precisas de um pouco para obter todos os nutrientes.

4. Come lentilhas

A lentilha é uma excelente fonte de fibra e vitamina B9, que também é conhecida como ácido fólico. Comer lentilhas pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol mau e diminuir o risco de problemas cardíacos, diabetes e obesidade.

Um mineral chamado selénio, que não está presente na maioria dos alimentos, é encontrado na lentilha. Ajuda a combater o cancro, o declínio cognitivo em idosos e pode inclusive melhorar a asma crónica.

5. Fornece ao teu organismo algumas bactérias boas

Por enquanto, já sabemos da importância de ter uma flora intestinal saudável. Produtos como kefir, iogurte e kombucha contêm probióticos que ajudam a manter nossos intestinos saudáveis. Comer alguns destes produtos diariamente ou como suplemento é especialmente benéfico para as mulheres com mais de 40 anos que estão com sintomas de pré-menopausa, por exemplo.

6. Opta pelo peixe rico em gordura

O peixe é uma excelente fonte de gorduras ómega-3 e vitamina D, que não só ajudam a prevenir doenças cardíacas, certos tipos de cancro, diabetes e pressão alta, como auxiliam com depressão e até esquizofrenia. Comer peixe também ajuda a aliviar alguns sintomas da menopausa.

A porção sugerida é de uma a três vezes por semana. Segundo a AHA (American Heart Association), as opções mais saudáveis ​​são salmão, arenque, truta do lago ou sardinha. Se não és um fã de peixe, sempre podes conversar com o teu médico sobre tomar um suplemento de óleo de peixe.

7. Experimenta o café verde

Grãos de café verde são os que não foram torrados, então têm mais nutrientes. Este tipo de café tem uma grande quantidade de antioxidantes que podem ajudar a combater o envelhecimento. É especialmente bom tentar, visto que podes estar a apresentar os primeiros sinais de envelhecimento.

Todos nós queremos tentar parecer jovens o máximo de tempo possível, então porque não experimentar esta alternativa?

8. Come mais cedo

De acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, o horário das refeições desempenha um papel fundamental na saúde e no ganho de peso. As pessoas que comem ao final do dia (do meio-dia às 11h da noite) tendem a ganhar mais peso e níveis mais altos de insulina e colesterol do que aquelas que comem entre 8h e 19h.

Comer tarde também pode causar algumas doenças crónicas, como diabetes e doenças cardíacas. Tambéms pode descobrir que tens mais energia quanto mais cedo comeres…

9. Fortalece os ossos

Quase todas as células do corpo humano usam o cálcio de alguma forma. E à medida que envelhecemos, absorvemos cada vez menos o cálcio dos alimentos, o que faz com que o nosso corpo tire o cálcio dos ossos. Para evitar a sua deficiência, a dieta deve conter produtos lácteos, sementes, salmão e sardinha, feijão e amêndoa. Existem mais produtos, além dos lácteos, que contêm grandes quantidades de cálcio, o que é uma ótima notícia para quem é intolerante à lactose…

10. Junta cor à tua dieta

Muitas frutas e vegetais contêm antioxidantes mas muitas delas não possuem a antocianina, que é basicamente um pigmento que dá a algumas frutas e vegetais sua cor brilhante. Investigações anteriores mostraram que alimentos com alta concentração de antocianinas, como o mirtilo, a beterraba, o repolho roxo ou as cerejas, podem melhorar a demência e a condição do sistema cardiovascular nas mulheres.

FONTE: Incrível

You may also like...